Publicado em Deixe um comentário

Energia Solar – Existem desvantagens?

Energia Solar

A energia solar é uma das alternativas cada vez mais utilizadas, em substituição à energia hidrelétrica. Um recurso mais sustentável e mais barato, oferece tanto vantagens quanto desvantagens. Portanto, cabe a você decidir quais delas tem o maior peso na hora de se decidir a utilizá-la ou não. Por isso, vamos listar cada um dos altos e baixos desta solução para embasar melhor sua escolha.

Energia solar: vantagens e desvantagens

A energia solar pode ser utilizada por meio de placas fotovoltaicas, que são instaladas no telhado de residências ou empresas. Este sistema traz muitas vantagens consideráveis, mas, em contrapartida, também pode apresentar algumas desvantagens. 

Conheça agora as vantagens e desvantagens de se optar pela energia solar em sua casa:

Desvantagens

Entre as principais desvantagens da energia solar fotovoltaica, podemos citar o valor do investimento e geração intermitente de energia. Além de uma considerável alteração na arquitetura da casa. Vamos explicar melhor cada um destes tópicos:

Valor de investimento

Principalmente para quem pesquisou os preços há alguns anos, o valor de investimento do sistema pode parecer elevado. Porém, atualmente, com as evoluções do mercado e o aumento da tecnologia, o preço sofreu uma redução considerável.

Sem falar que os consórcios de energia solar e os financiamentos subsidiados tornaram a alternativa mais acessível.  Isso porque oferecem condições especiais para investir em recursos sustentáveis. E realmente é um investimento, uma vez que o próprio sistema restitui o valor investido em até seis anos!

O sistema não gera energia durante a noite

Como o sistema fotovoltaico de energia solar utiliza, logicamente, os raios solares, durante a noite não há geração de energia.

Além disso, dias muito nublados ou chuvosos também acabam por interferir na quantidade de luz proporcionada aos painéis. Isso, por sua vez, influencia no volume de energia gerada pelo sistema.

Nos sistemas conectados à rede (on-grid), porém, este problema é contornado. Nele, a energia que foi produzida durante o dia e não foi utilizada, é emprestada à rede. Está, então, a repassa ao usuário em forma de créditos energéticos.

Basicamente, com esta solução, o consumidor recebe de volta a totalidade da energia concedida à rede. Afinal, os créditos são gerados e abatidos na mesma proporção (1 watt injetado = 1 crédito = 1 watt abatido). 

Alteração arquitetônica do imóvel

Como foi dito no início, as placas do sistema fotovoltaico de energia solar são instalados sobre os  telhados. E isso apresentar algumas dificuldades para a instalação, dependendo da idade do imóvel.

Claro, este é um empecilho facilmente resolvido com uma conversa com arquitetos e engenheiros. 

Em novos projetos, o ideal é já avisar aos profissionais sobre a escolha por este sistema. Assim, eles poderão projetar o telhado já considerando direções e inclinações adequadas ao sistema de energia solar.

Vantagens

Agora que você já conhece todas as desvantagens de se optar pelo sistema fotovoltaico de energia solar, vamos falar sobre suas vantagens. 

Economia de dinheiro

Com a economia considerável na fatura da conta de luz proporcionada pelo sistema, você pode utilizar seu dinheiro para outras coisas. Por exemplo, para fazer aquela viagem tão desejada! Já imaginou?

Alternativa sustentável

A energia solar é eficiente, abundante e inesgotável! Muito diferente de outros tipos de sistemas, não oferece nenhum dano à natureza.

Fácil instalação

A instalação do sistema fotovoltaico de energia solar é simples e rápido, não exigindo estruturas complexas.

Embutido ao madeiramento e alvenaria da própria residência, o sistema exige somente pequenas adaptações para funcionar. Por exemplo, a instalação de eletrodutos e quadros elétricos de distribuição. Em dois a três dias, você já pode usar a energia solar em sua casa.

Manutenção descomplicada

A única preocupação que você terá ao instalar o sistema fotovoltaico de energia solar é fazer uma limpeza dos módulos a cada seis meses. Esse período pode ser ainda mais estendido, já que as placas contam com uma película antiaderente que impede que a poeira se acumule.

O único outro cuidado necessário é realizar, somente uma vez ao ano, a manutenção elétrica. Esta analisa o desempenho dos dispositivos de proteção (fusíveis e disjuntores) para assegurar a total eficiência do sistema.

Vida útil prolongada

Ao optar pelo sistema fotovoltaico de energia solar, você terá até 25 anos de energia sustentável e econômica!

Como o sistema próprio restitui o valor investido em até seis anos, serão em média mais 20 anos desfrutando de energia de qualidade!

Conheça o sistema fotovoltaico Opus Solar

Como vimos, as vantagens do sistema fotovoltaico de energia solar superam – e  muito – suas desvantagens. Por isso, podemos dizer que é a alternativa ideal para quem deseja desfrutar de energia elétrica mais barata e ecologicamente correta.

Nós, da Opus Solar estamos comprometidos a fornecer energia solar de qualidade para um mundo mais sustentável. Preencha este formulário para conhecer melhor as particularidades de nosso sistema fotovoltaico, tirar suas dúvidas e fazer seu orçamento.

Publicado em Deixe um comentário

Governo Federal irá lançar programa “Pró-Sol”

Programa Pró Sol

Com participação de empresas do segmento solar, o Governo Federal estuda um novo programa para o setor de energia solar, o “Pró-Sol”. O nome faz referência ao nosso conhecido “Pré-Sal”, criado e descoberto no governo petista. Esse projeto vem como resposta às pressões internacionais depois da reunião Fórum Econômico Mundial, em Davos. Onde os representantes governamentais brasileiros foram pressionadas pela preservação da Amazônica.

A expectativa é que o projeto seja lançado, mas ainda não existem muitos detalhes sobre o “Pró-Sol”. Segundo o Portal Solar, a ideia é que o novo programa vá além da simples renovação dos incentivos para a instalação de placas solares. Vamos ter que aguardar para ver as novidades para traçar uma expectativa de como esse projeto vai afetar o segmento positivamente.

Uma coisa é certa, o governo acerta em cheio ao lançar um programa para o setor de energia sustentável. Primeiro coloca a agência reguladora Aneel em seu lugar e manda o recado de que o mercado solar vai continuar tendo bons incentivos fiscais. E em segundo vai com o restante do mundo rumo a soluções plausíveis de redução de CO².

Então podemos esperar um excelente ano para o segmento de energia solar e caminha rumo a um Brasil mais sustentável, pelo menos no campo de energia elétrica.